Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Áudio do Retiro de Verão 2016 #12 – Formas de Apresentação da Natureza Primordial

Áudio do Retiro de Verão 2016 #12 – Formas de Apresentação da Natureza Primordial

Áudio dos ensinamentos de Lama Padma Santem no 5º dia do Retiro de Verão 2016, no CEBB Caminho do Meio (Viamão, RS)

Transcrição de um trecho do ensinamento

“(…) Eu posso ver como eu estou construindo realidades e naturalmente sustentando essas realidades, isso é super útil. Por que? Porque, por exemplo, quando nós estamos no sonho, à noite, a gente não tem a sensação de ser a mesma pessoa do estado acordado. Nós estamos em um outro ambiente, é uma outra coisa. E a gente pode perguntar: o que é que se preserva quando a gente anda em direção ao sonho ou quando a gente volta do sonho? Então a gente vai reconhecer que o que se preserva é a mente luminosa que constrói aparências e sustenta aparências, por exemplo. Ela se mantém.

É a mesma mente silenciosa que está fora das bolhas, essa se preserva. Isso pra nós é crucial, pessoal, porque nós estamos querendo ver o que se propaga além dos bardos, incluindo a morte. Aí depois nós olhamos na meditação, olhamos as múltiplas bolhas, o que é que se propaga? Não são as aparências. Mas é o fato de que em cada circunstância, em cada bolha e em cada transmigração, desde sempre, o que se sustenta é o silêncio que está além das construções. Porque as construções da mente fundamental vocês vão mudando, quando eu estou em diferentes regiões de Alaya Vijnana aquilo é diferente, mas a mente primordial, aquilo segue.

E da mente primordial brota energia, como surge dentro dos sonhos também, brota luminosidade, que produz as aparências, e brota uma sustentação natural. Qualquer experiência nossa, qualquer bardo, qualquer transmigração, mantém esses elementos. Aí nós vamos dizer: esse é o aspecto mais profundo em nós. Os aspectos mais profundos não são as identidades que entram em crise, não são os ambientes, não são as fixações, nada disso. Na verdade eu to procurando aquilo que se mantém mesmo em qualquer circunstância de transmigração ou bardo. Baseado nessa localização, que é especialmente Dharmakaya, que seria o silêncio não cognitivo, sem conteúdo de bolhas, sem referencial, que é como a Prajnaparamita aponta, essa vacuidade está presente em qualquer circunstância.

Aí nós começamos a olhar os bardos como estados de sonho. As múltiplas transmigrações como estados particulares de sonho, tomando por base aquilo que não muda, que é Dharmakaya. Então esse é o aspecto secreto. Nós estamos focando aquilo que nas aparências não surge, mas está ali. É o aspecto primordial, é o final do caminho, nós precisamos olhar isso, esse é o objetivo, nós estamos indo nessa direção, pra olhar isso. Isso elimina o sofrimento, elimina os 12 elos, elimina vida e morte. Porque dentro dessa clareza, não há o engano de nós nos fixarmos em condições aparentes dentro de bolhas ou dentro de estados, identidades ou circunstâncias parciais e transitórias. Não há. A gente passa a localizar aquilo que não é transitório dentro da aparência transitória.”

—Lama Padma Santem

Download do áudio

Para baixar o MP3, clique abaixo com o botão direito em “Download” e selecione “Salvar destino/link como…”.

Principais temas

Ensinamentos sobre natureza primordial; seis selos; formas de transmissão através do silêncio; formas históricas de transmissão direta de Dharmakaya; transmissão da Flor de Udumbara; sílaba “Phat”; explicação do mestre Dogen sobre “Shinkantaza”; transmissão do som do sino de Chenrezig, descrita no Surangama Sutra; tesouros do espaço básico;

Vídeo do ensinamento

O trecho acima está a partir de 01:40:15