Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Como lidar com experiências de sofrimento como separação ou perda de emprego?

Como lidar com experiências de sofrimento como separação ou perda de emprego?

Lama Padma Samten: Nem sempre escapar do sofrimento é o ponto interessante.

Quando olhamos o sofrimento, entendemos que ele é bem-vindo! Pois é a oportunidade de purificarmos a estrutura que produz este sofrimento. A purificação desta estrutura pode surgir pela compreensão do aspecto onírico de toda a situação. Ou seja, compreendemos como que através da luminosidade e liberdade terminamos configurando uma paisagem, nossa identidade dentro da paisagem, os papéis das várias pessoas dentro disso. Este aspecto que inclui paisagem e nossa identidade é visto como manifestação de liberdade e luminosidade. Então, através destas formas contemplamos liberdade e luminosidade que é a natureza básica. Do sofrimento vemos as formas, os pressupostos; das formas vemos a natureza absoluta. Neste sentido, o sofrimento é um meio de acesso ao reconhecimento da natureza última. Ele se torna um ornamento da natureza última. Esta é a base da prática tântrica.

No CEBB temos um voto adicional, não só o voto de lucidez, mas também o voto de reduzir o sofrimento. O sofrimento não precisa aumentar para avançarmos, já existe bastante sofrimento. Tudo o que é bom e favorável também tem um aspecto de pureza. Na hora de praticar é preferível aquilo que seja menos perturbador. Ainda assim, por exemplo, o aspecto perturbado do sofrimento tem um mérito particular, porque interrompe a nossa mente comum. Ou seja, quando surge um problema, o problema termina por concentrar a nossa mente. Ele reduz a importância de todo o resto. Se conseguirmos transformar o problema em prática, encontramos a estrutura perfeita. Porque o problema reduz a importância do resto, logo ele concentra a mente. Coisa que toda a prática deveria ter. Aí tomamos o problema, olhamos a estrutura cármica que esta atrás, a paisagem toda. E reconhecemos isto tudo como um ornamento da natureza última.

Comentários

  1. Ed Gonçalves

    Obrigado Lama!_/\_