Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Grupo de Estudos | Portões da prática budista

Grupo de Estudos | Portões da prática budista

Prática virtual: segundas, das 18h00 às 19h50

Esta coletânea de ensinamentos apresenta a sabedoria tradicional do Budismo Tibetano a leitores ocidentais no estilo único e acessível de Chagdud Tulku Rinpoche. De raro valor entre as introduções ao caminho espiritual, o livro entremeia histórias da terra natal do Rinpoche, o Tibete, com uma exploração passo-a-passo dos fundamentos e essência do Budismo Vajrayana.

Sª Emª Chagdud Tulku Rinpoche fala aqui do porquê sofremos e de como podemos trabalhar com as causas do sofrimento para criar liberdade definitiva para nós mesmos e para os outros. Ele apresenta métodos para trabalharmos com a mente na vida cotidiana; para reduzirmos raiva, apego, ignorância, inveja e orgulho; para praticarmos meditação e para cultivarmos sabedoria e compaixão.

Portões da Prática Budista esclarece tópicos do pensamento budista para leitores principiantes e avançados. A prática segue o roteiro de meditação analítica (pensar, contemplar e repousar) e compreende três momentos:

  • Sessão de meditação silenciosa;
  • Estudo do livro. Após a leitura do livro, é feita a contemplação do tema com exemplos da vida cotidiana;
  • Finaliza-se com uma segunda seção de meditação silenciosa.

Por ocasião da pandemia COVID-19, a prática a seguir será realizada pela plataforma Zoom. O aplicativo pode ser instalado no celular ou computador; também é possível acessar as práticas diretamente no navegador de Internet. Para acessar a sala, clique aqui →

Também, se quiser entrar no grupo de contato por WhatsApp, por favor entre em contato com o facilitador pelo número a seguir.

Segundas
18:00 – 19:50 | Estudo do livro “Portões da prática budista”. Facilitador: Tarcísio — (48) 99627-4722  (preferencialmente por whatsapp)

Não é necessário se inscrever para participar. Também não se cobra um valor, embora a sala seja mantida por doações que refletem o benefício que o CEBB traz às pessoas. Veja como apoiar por transferência bancária→

Programação completa das práticas regulares → confira aqui.