Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Artes Marciais | Wing Chun e Mundo Interno

Artes Marciais | Wing Chun e Mundo Interno

Arte Marcial e Equilíbrio Emocional em Porto Alegre. Apenas 12 vagas!

06 de maio | domingo | com Gil Eanes

Como cultivar equilíbrio emocional com a prática das artes marciais?

“O que a vontade de lutar diz sobre nós mesmos? Como nossas estruturas internas se revelam frente às dificuldades e inimigos aparentemente externos? Como o treinamento da mente nos ajuda a ter uma maior lucidez e liberdade diante do mundo? Ao aprendermos uma arte marcial, temos a sensação de que estamos aprendendo algo como uma habilidade específica e externa a nós mesmos. Mas, ao nos darmos conta de nossa mente, percebemos que qualquer habilidade que desenvolvemos é uma habilidade sutil, dentro da mente. Pensamos que são os nossos braços ou nosso corpo que está se aprimorando, mas na verdade nossa mente passou a operar a partir de certos referenciais, o que permitiu que meu corpo e tudo o mais avançasse gradualmente. Assim, não há atividade que não seja um treinamento da mente, e quanto mais a conhecermos, maior nossa habilidade de lidar com as situações do mundo.” —Henrique Lemes

“É muito difícil a habilidade de se mover pelo meio do mundo, e até mesmo lutar, mas livre. Esta é a prática nas artes marciais. A pessoa luta, vai até o fim, aos limites, e não se engana, não se identifica com os obstáculos que surgem e faz o que precisa ser feito. Este é o princípio da ação lúcida no mundo.” —Lama Padma Samten

Wing Chun e a arte de contemplar o mundo interno

O que é o Wing Chun?

É uma arte marcial chinesa (um estilo de Kung Fu) desenvolvida há 300 anos. E na abordagem que exploramos, trabalhamos com o corpo por meio de movimentos lentos como o Siu-Nim-Tao , com técnicas nas dinâmicas de grupo e com um método para aprender a lutar. O foco não é apenas no aprendizado técnico, mas em usar a prática da arte marcial como um meio de integrar corpo, mente e cultivar equilíbrio emocional.

 

Quem pode participar?

Não é preciso ter nenhuma experiência prévia. São bem vindas todas as pessoas que desejem trabalhar o mundo interno com práticas de corpo e com uma arte marcial; praticantes de outros estilos que desejem aprofundar os aspectos psicológicos, emocionais e comportamentais do treinamento; bem como praticantes de meditação que desejem usar a arte marcial como prática contemplativa.

 

Quando?

Domingo dia 6 de Maio

 

Conversa: Como cultivar equilíbrio emocional com a prática das artes marciais?

Horário: 10h00 às 12h00

 

Prática: Wing Chun e a arte de contemplar o mundo interno   (12 vagas)

Horário: 14h30 às 17h30

 

Quanto custa?

As contribuições são a única e tradicional forma de sustentação dos centros budistas — oferecer sustento é uma prática direta de compaixão e generosidade.

 

Conversa:

Contribuição sugerida de R$20

 

Prática:      

Contribuindo com R$50 você ajuda nas despesas da realização do evento.

Contribuindo com R$70 você ajuda nas despesas e apoia a continuidade e movimento do Facilitador Gil Eanes.

 

Obs: Caso alguém com interesse não possa participar por questões financeiras, entre em contato pelo e-mail abaixo para vermos outras formas de oferecimento.

 

Quero participar! Como faço?

As vagas são limitadas para 12 pessoas. Se você deseja participar, por favor, envie um e-mail falando do seu interesse para:

gil.vivekananda@gmail.com

 

Facilitador:

Gil Eanes Vivekananda pratica artes marciais desde os 14 anos. É instrutor (Dai Si Hing) de Wing Chun e Escrima pela proWES — instituição fundada por seu professor, Sifu Cemil Uylukçu. Gil reside em Joinville e viaja regularmente pelo Brasil para treinar grupos de alunos e instrutores. Sob orientação do Lama Padma Samten e tutores, têm explorado os aspectos mentais e contemplativos das artes marciais.

Local:

Rua Garibaldi, 1368 (próximo à Avenida Osvaldo Aranha e à Redenção) Bom Fim – Porto Alegre – RS