Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Como desenvolver confiança para persistir e avançar no caminho? | Lama Padma Samten

Como desenvolver confiança para persistir e avançar no caminho? | Lama Padma Samten

Transcrição de uma resposta oferecida na 8ª noite do Retiro de Verão 2016 (13 de fevereiro), no CEBB Caminho do Meio, em Viamão, RS.

Resposta do Lama Padma Samten

Essa é uma boa pergunta, sabe? Eu acho que o melhor é não ter uma visão tão organizada: “A gente tem que fazer isso, depois aquilo e aquilo outro e pronto!”.

Quando vamos avançando, surgem obstáculos. Quando temos obstáculos numa área, então reforçamos outras, vamos trabalhando com as que são possíveis. Acho que esse é o melhor. É como um jogo, eu não lembro o nome do jogo agora, tem cartões, você vai sorteando, pegando números e colocando nesses cartões, e se você não tem para os outros cartões, você coloca nos que tem — é um pouco assim.

Você investe naquilo que está funcionando e vai andando. Não se preocupe com aquilo que não está funcionando.

Por outro lado, sempre vai aparecer, as portas vão se abrindo. Quando você sentir que tem de atravessar alguma coisa e aquilo não está abrindo, aí você senta diante daquela porta e espera — porque aquela porta vai abrir, ela abre. Aí você aguarda. Às vezes aquilo é muito rápido. Se você fizer uma prece para a porta abrir, pode ser que você não consiga nem terminar a prece e a porta já abriu. É muito rápido. Quanto mais praticar, mais fácil fica esse processo.

Então, o meu conselho é que você nem se preocupe. Na verdade, essa preocupação, essa falta de confiança, vem porque você fica avaliando o que precisa ser feito. É melhor não pensar nisso, você simplesmente se coloca em marcha, porque o caminho também não é linear, não é assim: “Em cinco anos eu avancei isso, nos próximos cinco isso, no outro isso, então… não vou chegar nunca!” Não, você avança um pouco aqui e ali você já avança muito mais. Você não consegue avaliar o quanto vai avançar. Também não pense que a gente vai precisar ir até o final do caminho, pois a cura pode vir antes de tomar todo o remédio. Não precisa. A gente está sempre ao alcance da compreensão.

É melhor de vez em quando dar uma parada e pensar como você vai dar um salto, que não é simplesmente seguir de modo virginiano o caminho (não é nesse sistema capricorniano ou virginiano…). Essa é uma coisa mais mágica. Por exemplo, as preces são mágicas: “Por favor, Guru Rinpoche, eu nem sei em qual confusão eu estou, mas eu tô precisando de uma ajudazinha. Por favor, clareia as coisas, por favor.” Isso aí funciona, super funciona.

Vídeo do ensinamento

A resposta acima está em 26:46.