Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Sobre o CEBB

Sobre o CEBB

por Thareja Fernandes

O Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB) foi criado em 1986, em Porto Alegre, com o nome de Centro de Estudos Budistas (CEB), pelo então professor universitário Alfredo Aveline. Foi ao perceber a preciosidade dos textos budistas que Aveline, praticante Zen desde a década de 70, sentiu vontade de compartilhar os ensinamentos do Buda e fundou o CEB.

A década de 90 foi rica em realizações. Houve a fundação da editora Paramita, e a produção do “I Ciclo de Debates sobre o Pensamento Budista”, que contou com a presença de um dos intérpretes de Sua Santidade, o Dalai Lama, Alexander Berzin. Os ensinamentos oferecidos por ele foram publicados no livro Coração e Mente. José Ignácio Cabezón, ex-tradutor do Dalai Lama, também deu ensinamentos no CEB. O contato com ele resultou na publicação do livro Diálogos de Bodhgaia. A primeira edição da revista Bodisatva, editada até hoje, também aconteceu nesta época.

Em 1989, o CEB associou-se à professora Lia Diskin, presidente da Associação Palas Athena, em São Paulo, na iniciativa de trazer Sua Santidade, o XIV Dalai Lama ao Brasil, o que resultou em sua vinda à capital gaúcha, onde cumpriu programação extensa em universidades, no palácio de Governo e na Assembléia Legislativa. Essas atividades foram organizadas localmente pelo CEB, sob a liderança da professora Lia Diskin e com apoio de diversas instituições, como a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Assembléia Legislativa do Estado, a Prefeitura de Porto Alegre e a Câmara de Vereadores. Nas duas outras vezes em que o Dalai Lama voltou ao país, em 1999 e em 2006, o CEB também formulou os convites junto a outras instituições e participou da organização dos eventos. Em 99, organizou sua ida à Curitiba, onde já existia o CEB Paramita.

Além das visitas de Sua Santidade, o CEB esteve à frente de outros acontecimentos de porte internacional, como a organização das atividades no Rio Grande do Sul da delegação de monges tibetanos, o Gaden-Shartze, de Sua Eminência, Chagdud Tulku Rinpoche e de Moriyama Roshi, dois grandes mestres budistas. Em 1993, mesmo ano em que trouxe o Rinpoche pela primeira vez ao Rio Grande do Sul, Aveline foi aceito como seu discípulo e ganhou de seu mestre o nome de Padma Samten. Em 1996, foi ordenado lama da linhagem Ningmapa.

No fim de 1997, a sede do Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB), foi transferida para o município de Viamão (RS), onde funciona até hoje. Ao longo desses anos, a atividade do lama Padma Samten deu origem a várias outras sedes do CEBB no Brasil e no Uruguai. Nos últimos anos, o CEBB Caminho do Meio tem desenvolvido um trabalho social junto à comunidade vizinha, o Jardim Castelo. Em 2007, foi construída a primeira etapa da sede do Núcleo Assistencial, Social e Educacional Caminho do Meio (Nascem), entidade que conta com o apoio decisivo do centro budista. Entre outras atividades, o Nascem apóia a Casa da Sopa, que distribui refeições para 80 crianças três vezes por semana, e, em pareceria com a escola Neijin, oferece serviço de acupuntura à população local.

As atividades do CEBB continuam crescendo. Em fevereiro de 2008, o centro acolheu a exposição internacional das Relíquias do Buda. Cerca de quatro mil pessoas visitaram a mostra que percorre o mundo desde 2001. Viamão foi a primeira cidade brasileira a receber a turnê neste formato. A inauguração contou com a presença da Governadora do Estado, Yeda Crusius, do vice-prefeito de Viamão, dos Presidentes das Câmaras Municipais de Porto Alegre e de Viamão e de outros políticos. Muitos mestres budistas, de várias linhagens também compareceram à cerimônia, inclusive o lama tibetano Tashi Sonan Tulku Rinpoche.

Na área rural onde está localizado o centro moram 30 pessoas, de diferentes estados do Brasil. Ao todo, são 18 casas, sendo que uma é reservada aos retiros longos. A área total é de 10 hectares e está localizada a três quilômetros do centro da cidade de Viamão.