Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Budismo, meditação e cultura de paz | Lama Padma Samten

Arriba!

Arriba!

Como lidar com o cansaço físico e sono durante a meditação?

Como lidar com o cansaço físico e sono durante a meditação?

Lama Padma Samten: Como fazer quando estamos cansados? A sugestão é a incorporação do sono na meditação.

Na forma como trabalhamos, a gente vê ou tenta integrar o que surge na nossa mente como forma de meditação. Por exemplo: na shamata impura tentamos varrer os sinais que brotam na nossa mente. Quando praticamos shamata pura, ouvimos todos os sons. Nossa perturbação é um estado interno. Reconhecemos este estado, mas tentamos praticar não responsividade. A nossa prática é enfrentar a dificuldade, ultrapassando o impulso de responisividade. Como praticamos shamata pura, a perturbação vai integrar a prática. Se não houver a perturbação, como podemos praticar a não responsividade diante das próprias perturbações? De shamata pura em diante as perturbações se integram a nossa prática. O sono, então, é bem vindo!

Outra forma de trabalhar isso quando estamos com sono: a situação se manifesta como um sonho. O sonho tem conteúdo e nós vemos como o samsara se produz diretamente na nossa mente. Nós vemos imagens e começamos a responder às imagens, produzimos outras imagens a partir disso. Estas observações podem ser feitas se estivermos lúcidos dentro da experiência do próprio sono que começa a se manifestar dentro do cansaço e da sonolência. Nós mantemos a lucidez dentro das manifestações do próprio sonho. O sonhar não é algo que nos arraste, é algo que está presente. Quando observamos isso, surge um observador atrás, livre do próprio sonhar.

A gente também pode tratar essa questão do sono de um modo causal ou de um modo não causal. Um modo não-causal é fazer os 5 lungs aparecerem; o modo causal seria cuidar da alimentação, fazer algum nível de exercício. Porque, na medicina tibetana, o torpor está ligado aos canais. Se nós usarmos certos tipos de alimentos, os canais ficam um pouco obstruídos. Um dos alimentos que obstruem canais é a cebola, por exemplo. E também o fumo. Tudo que é pesado obstrui os canais.

Se nós olharmos sob o ponto de vista da medicina, não tanto a partir dos canais, mas de outras abordagens de medicina, vemos que tudo aquilo que afeta o fígado gera torpor. As gorduras são necessárias, mas um desequilíbrio no que diz respeito às gorduras sobrecarrega o fígado. Um dos sintomas do fígado afetado é a ardência nos olhos. Olhos secos, ardência nos olhos, não é falta de lágrima, é o fígado afetado.

Se vocês tiverem cuidado com a alimentação, a questão do sono e cansaço deve melhorar. Se vocês fizerem práticas físicas como tai-chi ou yoga ou algum exercício aeróbico, isso melhora consideravelmente. Toda prática aeróbica melhora, consideravelmente, essas questões todas, pois as práticas aeróbicas estimulam todo o corpo, então o fígado é estimulado, tudo é estimulado.

Na visão védica, também temos que evitar alimentos tamásicos e rajásicos. Alimentos tamásicos são todos os alimentos processados ou fermentados e os alimentos rajásicos são todas as coisas excitantes. Deveríamos comer alimentos sátvicos, que são leves, os alimentos cozidos, sem processamento, são melhores.